Seguidores

sábado, 26 de maio de 2012

MORTE DE GUARDA MUNICIPAL EM CELA COMUM REVOLTA POLICIAIS E GUARDAS DA CORPORAÇÃO EM TODO O PAÍS

Irmão do Guarda Municipal morto dentro de cela quer indenização do estado de Goiás.
Guarda Municipal, suspeito de roubo, estava na CPP de Aparecida de Goiânia.
Para família, vítima não recebeu proteção do estado e da Guarda Municipal.
 
video
 
 
O irmão do Guarda Municipal espancado até a morte dentro da cela, José Queiroz, disse que vai procurar um advogado na segunda-feira (28) para entrar com ação na Justiça contra o estado e a Guarda Municipal, alegando que o funcionário não recebeu nenhum tipo de proteção, o que teria resultado na morte dele. Valdenildo da Silva Queiroz, 42 anos, estava preso e foi espancado por outros detentos dentro de uma cela da Casa de Prisão Provisória (CPP) em Aparecida de Goiânia.
 
O velório do Guarda Municipal aconteceu na quarta-feira (23) na casa de um dos irmãos. A família quer entender porque Valdenildo foi levado para a Casa de Prisão Provisória sem que a família fosse avisada e ainda colocado em uma cela comum junto com outros presos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário